SEÇÃO 31 Intercom #33 – Star Trek: First Contact

S31_INTERCOM_33_Star_Trek_First Contact

Assimile isso! 

Testemunhe o Primeiro Contato com Fernando Augusto (Nerd Trekker), Fernando Torelly (Reguladores), Roberta Manaa e Waldomiro e lute bravamente com os borgs no processo!

Um dos maiores filmes da franquia, cenas emocionantes, ação incessante, tensão, ótimos efeitos especiais, atuações marcantes e muitos furos de roteiro que no fim das contas nem nos importam muito!

Diversos easter eggs, curiosidades, fan services e muito Picard boladão no podcast de hoje! Enquanto nosso querido capitão Ahab mata coleguinhas à queima-roupa e chama um klingon de covarde na maior cara de pau, uma dúvida realmente ficou no ar…

Afinal como exatamente será que foi o sexo do Data com a Rainha Borg?!

Tempo de duração: 167 min

S31_Bannner_Canecas_site


 COMENTADO NESSE PODCAST:

  • Os personagens “terciários” comentados (no filme tem mais outros na verdade):

Alferes Kellogg

Alferes Martinez

S31_Bannner_Camisetas_site

Cochrane_meme


ADICIONE O NOSSO FEED

E-MAILS: Críticas, sugestões e afins para contato@secao31.com






COMPARTILHE!
  • Olavo Lima

    Uma das coisas que mais me incomodou na franquia de jornada foi justamente isso, todo mundo sabe que os borgs são vulneráveis a armas de contato (armas de fogo ou armas brancas) mas NINGUÉM usa isso contra eles, se o filme fosse no velho oeste acho que a tripulação da enterprise tinha mais chance contra eles

    • Tartaruhga Muhtante

      Tinham de ter armado uma arapuca no holodeck e enchido de cópias do Clint Eastwood lá.

  • Olavo Lima

    Sobre ninguém saber dos borgs, a federação sabia, só que ficou nos arquivos da seção 31 que são tipo a MIB do universo de jornada nas estrelas

  • Tartaruhga Muhtante

    Curiosamente, o lourinho que vira borg é a cara do Chris Pine, eu acho.

  • Fernando Penteriche

    Excelente podcast, bem completo e divertido. Parabéns ao Seção 31 por mais esse brilhante trabalho voltado aos fãs brasileiros.

    • Waldomiro Vitorino

      Valeu, Fernando. Que bom que curtiu, abração!

  • Tartaruhga Muhtante

    Cada vez que escuto vocês falando mal de Final Frontier eu me sinto um “diferentão”. Só eu gosto dessa porra de filme?!

    • Vedek Pedro

      Claro que tem filmes melhores, mas no todo é bom sim. Eu por exemplo prefiro Final Frontier a qualquer um do JJverse.

  • Renata

    Boa tarde!

    Primeiro Contato é isso mesmo que vocês falaram um filme muito bom quando visto separadamente. Se a gente coloca dentro da cronologia da Nova Geração fica zoado, mas funciona muito bem para o público geral, e dentro de uma perspectiva de cinema o objetivo tem que ser esse mesmo, alcançar o maior público possível, sem desrespeitar o material original, pois os fãs sozinhos não sustentam nada.

    Eu, particularmente, adoro o filme, só não gostei dessa total descaracterização do Capitão Picard e da invenção da rainha Borg, apesar de eu gostar da personagem, ela não faz nenhum sentido e caga a história toda dos Borgs que foi criada lá em TNG.

    Como pontos superpositivos estão o roteiro, a direção e a produção em si, e como vocês apontara toda a conexão que o filme faz com o universo de Jornada, que ficou muito foda!

    Um abraço a todos! Vida loka e próspera!

  • SAREK

    Olá, Waldomiro e pessoal do seção 31.
    Espero que estejam todos bem – apenas descansando um pouco; o que é mais do que merecido.

    Daqui vamos aguardando ansiosamente por novos programas com mais informações e o bom humor de vocês.

    • Waldomiro Vitorino

      Olá! Como deve ter notado, estamos de volta com tudo, depois desse breve hiato. Valeu pela força!

  • SAREK

    Boa noite!

    O que acharam das novidades – ainda a conta gotas – da vindoura série Star Trek: Discovery na San Diego Comic Con (SDCC 2017) ?

    Setembro está chegando e ainda estou entre o êxtase (nada vulcano) de assistir uma nova série após tantos anos e a agonia de um pavor desumano (também nada vulcano) de que seja um disparo desperdiçado (motivo de mais desalento).

    Sei que muitos preferiam uma série pós Nêmesis. Mas tenho de confessar que gosto do período “histórico” abordado, com Andorianos, Vulcanos, Romulanos e Klingons. Contudo, a possibilidade de que ponham tudo a perder é real. Assim como os filmes de JJ, na minha opinião, não souberam preservar o essencial de Jornada, temo pelas inconsistências que podem introduzir em uma franquia já tão machucada pela falta de capacidade gerencial daqueles que a possuem como sua propriedade intelectual.

    Alex Kurtzman – um dos produtores – afirmou na SDCC 2017 que a nova série passará pelo teste de Bechdel – uma forma de avaliar a boa utilização ou não de personagens femininas: 1) Existem pelo menos duas personagens femininas com nomes? 2) Elas chegam a conversar uma com a outra em pelo menos uma cena? e 3) o tema da conversa entre elas não é sobre homens?

    Muitos filmes e séries da atualidade não passam nesses requisitos. Séries mais antigas, então, nem se fala. Mas se isso for verdade para STD, então não teremos personagens femininas que sirvam apenas como uma muleta narrativa, servindo como “donzelas em perigo”, “interesse amoroso” ou “figurante de cena” …

    Fascinante (por enquanto)!