SEÇÃO 31 Disco #4 – Corre, Tardígrado, corre!

S31_Disco_4

Is this really so fucking cool?

Nesse podcast tem Ayla Pupo, Fernando Augusto (Star Trekkers)Roberta ManaaThiago Maldonado (Diário do Capitão) e Waldomiro numa vibe mais um pouco mais otimista dessa vez por conta de um episódio um pouco melhor essa semana. Afinal, enfim nosso ilustríssimo Tardígrado escapa desse inferno chamado USS Discovery!

Bom, até o próximo SEÇÃO 31 Disco, e…

Qapla’!

ATENÇÃO: As bobinas de Dobra desse podcast estão entupidas de SPOILERS!!!

Tempo de duração: 122 min

Discutido nesse podcast:

S31_Bannner_Canecas_site

S31_Bannner_Camisetas_site


ADICIONE O NOSSO FEED

E-MAILS: Críticas, sugestões e afins para contato@secao31.com


COMPARTILHE!
  • Vedek Pedro

    Nossa. Em alguns momentos achei que estava ouvindo o After Trek.

    • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

      CBS tem que me pagar então, vou lá exigir! rs

      • Olavo Lima

        after trek para mim é um lixo, puxasaquismo pago pela serie, nem levo em conta o que eles falam

  • Renata

    Está ficando um pouco difícil acompanhar esses podcasts devido à insistência de alguns participantes em procurar defeitos em absolutamente tudo em Discovery. Longe de ser uma série perfeita, ela comete alguns dos mesmos erros de outras séries de ST passadas, mas ninguém se lembra disso quando o objetivo é destruir a nova produção. Não está gostando, beleza, mas vamos tentar ter um olho mais clínico e menos implicante, por favor. Ser fã não te dá o direito de reclamar por reclamar, muitas das críticas são válidas, mas outras parecia até que a pessoa não havia assistido (ou esqueceu seletivamente que o fez) Jornada na vida, porque alguns pontos ali já haviam ocorrido por vezes antes. Mas como é na Discovery… aí o buraco desce. Poderia citar aqui até certas contradições de opinião com edições passadas do podcast sobre temas e episódios “canônicos”. E por favor, furo de roteiro SEMPRE houve em Jornada, sempre! Sejamos menos “donos” do produtos e mais consumidores.

    Valeu! Um forte abraço!

    • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

      Oi Renata, por favor cite as ditas contradições, fiquei curioso. E ser implicante faz parte, sempre fará pra mim rsrs

      • Renata

        Eu não vou citar episódios específicos, mas você vai entender do que eu estou falando. Por exemplo: quantas vezes em podcasts anteriores, vocês apontaram furos de roteiro em episódios, descontinuidade do cânone, atitude de um determinado personagem que não condiz com a conduta da frota estelar (Picard em Primeiro Contato, Archer no arco Xindi, Janeway inúmeras vezes, Sisko algumas vezes também – dentro e fora de contexto), e até mesmo uma conduta estranha da própria frota estelar? Essas coisas já foram faladas em vários episódios anteriores, mas sem grandes consequencias para o cânone segundo vocês (não vi metade dos berros que vi em apenas 5 episódios de Discovery – apenas 3 se você contar a história sem a prequela).

        Assim, é muito visível a má vontade que algumas pessoas estão tendo com Discovery, a ponto de deixar de lado todos os escorregões de ST no passado, tendo certos episódios, personagens, temporadas (ou até mesmo spin-offs inteiros, como é pra mim o caso de Voyager) que feriam o “espírito de Jornada” como alguns gostam de dizer. E acho isso também claro quando, se releva todos os absurdos anti-ST que tinham na série clássica, devido à sua época de produção, mas Discovery não tem direito a esse perdão. Como se hoje, errar ou contextualizar de forma equivocada fosse imperdoável, mas antigamente podia numa boa…

        Enfim, estou dando o tempo que a série precisar para se acertar, lembrando sempre que as primeiras temporadas de ST eram quase todas ruins ou complicadas. TNG por exemplo precisou de 3 anos pra se acertar e vocês já exigem que Discovery venha pronta em 3 episódios? E sem aquela coisa de que o problema em TNG era apenas de roteiro ruim porque a 1ª temporada tinha episódios moralmente discutíveis e até mesmo ofensivos. Eu acho que antes de destruir uma tentativa de CBS de não deixar Jornada morrer e fazer com ela tenha ainda papel relevante na cultura pop atual (como sempre teve e terá), tenham um pouco mais peito aberto. Não sejam tão destrutivos, porque se Discovery fracassar como alguns parecem querer que fracasse, quando ST vai voltar às telas? Talvez nunca mais. Então, é o que tem pra hoje, só me resta torcer pra dar tudo certo, que é melhor para todos.

        Um forte abraço!

        • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

          Bom Renata, quanto à questão da CBS “não deixar ST morrer”, é só grana que eles estão indo atrás, ordenhando a vaca deles chamada Star Trek, normal. Não vejo muito mais do que isso, apenas a estratégia de alavancar o CBS All Accces (que lembra o lance todo do “Phase II” no fim dos anos 70 com a network da Paramount que acabou não rolando ali, e que depois só em 1995 acontece a UPN usando a Voyager como carro-chefe, etc. aquela história toda conhecida e falada mil vezes. Resumindo: business e business). Esse lance de ter o “peito aberto” pra mim tem um certo limite, pois quando você não percebe o tratamento adequado/respeitoso/etc com sua franquia favorita, acho natural criticar. E nem falo sobre ter razão ou não, isso é totalmente questionável, ninguém está aqui pra ter razão. Os podcasts são pra conversar mesmo, reclamar também, elogiar, todas essas coisas. Você é ouvinte faz tempo, você sabe como é.

          Discovery vem aí depois de 12 anos sem ST com série nova, porém com 5 series pregressas. Acho natural que a expectativa seria aprender com os erros passados. E eu pessoalmente acho que ao invés disso, eles tem regredido no que diz respeito, por exemplo, ao tratamento desse arco de guerra. Se ouviu os últimos podcasts, sabe da minha opinião. De forma nenhuma eu deixo os escorregões dos episodios de ST do passado de lado (se eu os perceber, claro), você sabe que sempre criticamos quando achamos que deve-se criticar. A questão é que se uma nova série de ST surge e ver sendo cometidos os mesmíssimos erros ou até piores (que eu acho que tem sido o caso em DSC em algumas coisas, ou várias), eu particularmente critico até com mais intensidade por justamente vir depois de 18 anos de ST ininterrupto que terminou lá em 2005. Eu, ingenuamente, achei que os produtores estavam atentos a tudo que já rolou a ponto de evitar esses erros grotescos de conduta ética de personagens, por exemplo.

          Se você acha que Voyager é apenas um grande escorregão de 7 temporadas, eu discordo completamente. Adoro Voyager, é muito Star Trek, adoro a Janeway e considero ela um dos maiores bastiões morais e éticos a passarem pelo canon do franchise. Claro que há contradições, claro que há inconsistências. Mas acho a essência da personagem sólida como aço. Mas enfim, cada um tem uma opinião, óbvio que você tem todo o direito de discordar e pensar diferente. Normal.

          No fim das contas as opiniões emitidas no podcast, são apenas isso: opiniões. Ninguém é dono da verdade, são observações que fazemos, são nossos sentimentos envolvidos, é uma série de coisas. Se alguns de nós (ou a maioria) critica tanto DSC, é por que sentimos o distanciamento dela com a essência da franquia. E pra mim pessoalmente, isso é muito pior que personagens fracos, roteiros fracos, arcos fracos. Digo isso, por que a TNG por exemplo começou fraca nesses mesmos aspectos que citei. Mas a essência estava lá, “certinha” digamos assim. Ou seja, as “fundações” eram extremamente sólidas, daí pra acertar o curso era mais uma questão de planejamento, desenvolvimento de personagens, roteiros mais ricos e bem escritos, etc. E quando isso eventualmente aconteceu, TNG se tornou essa gema preciosa que é para os trekkers. A série favorita de muitos inclusive.

          E são essas “fundações” que não vejo de forma alguma em DSC até o momento. Um cheirinho disso talvez aqui e ali, mas nada que permeie a série de forma alguma pra mim.

          Sobre o desenvolvimento da franquia até o fim de ENT: Tudo que veio de mais dark na franquia foi sendo feito com muitíssimo mais critério ao meu ver do que temos visto em DSC, que ao meu ver, é simplesmente feito de forma mais jogada, irresponsável pra parecer “cool”, apelativo e pobre de dramas fortes de verdade no geral. Essas são minhas críticas principais.

          Mas, mais uma vez: é só minha opinião, mais nada. Cada um gosta do que quer, assiste o que quer, numa boa. Eu espero mais mesmo é ter a oportunidade de quebrar a cara no futuro e DSC se tornar o Star Trek que eu amo.

          Abraço, Renata!

          • Paulo Alex

            kkkk quase consegui ler tudo… mas sabem aquela historia de que quando alguem esta falando e o assundo nako interessa e vc comeca a pensar em outras coisas…

          • Olavo Lima

            haja paciencia do waldomiro rs

          • Renata

            Você está absolutamente certo. O que a CBS quer com STD é dinheiro. A mesma coisa que ela buscava com todas as séries anteriores e o que a Paramount busca com todos os filmes. Dessa forma, nós tivemos um “massacre” de ST nos anos 90 e um consequente desgaste e esgotamento da série, de tal modo que ela ficou esse tempo todo fora do ar.
            Naturalmente existe uma essência que eu também espero que STD mostre, mas eu estou aguardando com paciência. Como eu disse, sabe lá quando ST vai voltar às telas casos essa série fracasse, e eu acho ST não pode ficar sempre relegado ao passado. Precisa voltar pras mesas de jantar e rodas de amigos, nas bocas das pessoas. ST precisa continuar vivo (porque atual sempre foi).

            Outro ponto em que você tem razão, é quanto ao gosto. Eu, por exemplo, acho o arco Xindi vergonhoso, troço escrito por adolescente. Quando eu vi DS9 pela primeira vez fiquei incomodada. Achei que aquilo ali não era ST e até hoje tenho esse conflito, não gosto do Sisko (mais por causa do Brooks, que eu horroroso como ator), mas achei a série bem feita. A primeira temporada de DS9 quase me fez desistir da produção com aquele episódio mongoloide Move Along Home, o pior da franquia pra mim, me fez sentir uma imbecil como telespectadora. Voyager é pra mim muito fraco, apelativo, incosistente, desinteressante. Me forcei a ver até o final, tive que interromper várias vezes. Eu não tenho te dizer o quanto eu desprezo a Janeway, por que seriam um comentário ainda mais gigante. A terceira temporada da série clássica até hoje não terminei de ver, porque aquilo é lamentável demais.
            O que quero dizer com isso. Eu amo Jornada até o fundo da minha alma, comecei a assistir há poucos anos, mas já se tornou minha favorita. Mesmo assim, muita coisa dentro de ST me incomoda demais, mas quando eu vou falar de Voyager por exemplo com meus amigos que assistem, eu procuro deixar o meu gosto pessoal um pouco de lado ver o que série tem de bom. Discovery ainda está muito prematura, e tem gente que ouve o podcast que pode curtindo a série (nem sei se é o meu caso, veja bem), e o nível de perseguição pode incomodar certos espectadores, como a mim por exemplo. Ao editar o podcast você ter percebido que você, por exemplo, reclamou de todos os pontos, ou quase todos. Até mais do que o Fernando, apesar dele ter ficado indignado com algumas coisas. Vocês têm total direito, mas o modo como certos comentários são pesados pode ofender quem está gostando ou incomodar. Até hoje eu fico chateada como vocês absolutamente destroem o Abramsverse, sendo que foi por ali que eu entrei em ST. Percebam que eu estou tentando traçar uma diferença entre criticar e destruir.
            Mas bom, é aquilo, esse podcast é um produto do qual, de fato, vocês são donos e fazem o quiserem. Eu curto muito o sessão 31 e , não gostaria de me sentir tão incomodada todo podcast.
            Só um comentário: estou tentando comprar uma caneca do sessão 31 e não estou conseguindo. Mandei um e-mail pra vocês e não tive retorno.

            Fico por aqui, um forte abraço!

          • Leandro Henrique Pereira Neto

            Waldomiro,

            Só acho que alguns dos comentaristas do podcast precisam analisar a série no contexto de ser uma nova forma de contar historia de Star Trek.

            O modelo procedural onde tudo se resolvia e se explicava em um único episódio, não se aplica a esta série, nem nas séries de sucesso mundial atual.

            É uma questão de gosto, pode não ser o tipo de estrutura narrativa do agrado de todos mas é o mercado.

            O modelo serial exige que apesar das reclamações e das críticas de pontos dos episódio não podemos considerar que todos as conclusões e as explicações estão naquele episódio.

            A história tem um plot longo e devemos ir vendo onde ela vai chegar, e analisar passo a passo.

            Por exemplo a história do Tardígrado quem imaginaria quando ele apareceu no terceiro episódio que o final dele seria o que foi no quinto episódio ? Naquele momento ninguém.

            O que estou achando ruim dos postcast de seção 31 é que vocês estão analisado a serie como se analisa uma série de um modelo procedural.

            O Plot do capitão ter matado toda a sua tripulação é história claramente que vai ter ainda continuidade, então já concluir que ele tem toda a culpa e que realmente matou toda tripulação friamente (pode até ser verdade) é a mesma coisa que na série as pessoas no geral consideram a Michael a culpada pela guerra, o que nos de fora sabemos não é bem completamente verdade.

            Entenda isto como uma crítica construtiva, pense como seria comentar Game of thornes (sei que talvez não seja uma série que você goste), mas pense se a sua forma de analisar é a melhor para este tipo de série.

          • Renata

            O que aconteceu com a minha resposta?

          • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

            Não apareceu mesmo, deve ter dado algum erro.

          • Renata

            Bom, para então para resumir muito o que eu tinha dito no comentário, era que dinheiro sempre foi o objetivo dos produtores. E eles eram tão enlouquecidos por grana, que sugaram todas as “tetas” da franquia nos anos 90, até desgastarem a série. Estávamos aí, há mais de 10 anos sem ST e ninguém sentia falta (além dos fãs). Eles fazem um produto pra vender, o que vendia na TV nos anos 80 e 90 não é o que vende hoje. É claro que eles conseguiram o seu objetivo solidificando a essência da série de forma muito positiva, mas quem sabe eles também não conseguem fazer algo parecido em Discovery? Eu só estou sugerindo que deixemos os caras trabalharem, acho prematuro condenar uma série depois de 3 episódios.
            Mas, você tem razão, gosto é gosto. Como eu já disse, outras coisas pregressas em ST me incomodaram bastante e não abandonei a franquia por causa disso, com Discovery não será diferente.

            Um abraço!

          • Olavo Lima

            2 – Olha vou dar uma dica para a galera que acha que comentario foi deletado, o disquis (sim esse programa que é usado nos comentarios) as vezes dá bug, eu por exemplo comento um monte de vezes porque as vezes minhas mensagens somem, só para vocês evitarem a fadiga de xingar o waldomiro ou a galera da seção 31 que sempre foi livre para receber todo o tipo de mensagem e que não te bloqueia por discordar deles na internet

          • Renata

            Em momento nenhum eu insinuei isso. Eu postei minha surpresa, porque o comentário foi postado, e depois que eu editei, ele sumiu.

          • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

            Sim, eu tenho consciência de que nesses podcasts do S31 Disco estamos nos adiantando e julgando sem saber o que vem pela frente. Possivelmente ficarão bem datados rapidamente, mas a proposta é mesmo sair dando as opiniões de antemão. Você está mais do que certa de que é extremamente prematuro condenar a serie por poucos episódios. Da minha parte, é uma decisão consciente de estar prematuramente dando opiniões sobre coisas que nem estão totalmente à mostra. Mas enfim, eu quero fazer mesmo assim, não tem jeito! rsrs
            Como falei, quero mais é quebrar a cara e a série se provar digna e ótima.

            PS: assisti o episódio 6 e gostei muito, torço pela melhora da série e o sucesso dela se continuar boa tal qual foi esse “Lethe”.

            Abração, Renata e muito obrigado!

          • Vedek Pedro

            É isso aí!

            Assino embaixo.

            Vedek Pedro.

  • Roberta Manaa

    😀 :*

  • Gustavo Dias Estevam Leal

    Vcs são melhores e mais legais que os episódios de After Trek rsrsrsrsrs

    • Olavo Lima

      after trek para mim é um lixo, puxasaquismo pago pela serie, nem levo em conta o que eles falam

    • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

      Obrigado, Gustavo! rsrs

  • Paulo Alex

    Desculpe me… mas PQP.. esse Waldomiro tem que assistir malhacao e gossip girls… nem da pra traduzir a expressao da cadete como uma ofença… ou mesmo um palavrao… é a segunda vez que ouço esses audios… mas nao quero mais perder tempo…

    • Vedek Pedro

      Dica: Assista ao After Trek, talvez lhe agrade mais.

  • Paulo Alex

    Ei… vc deleta as mensagens que nao gosta??? kkk super fan de star trek…

    • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

      Paulo, eu não deleto mensagens. Todos aqui são livres pra expressar suas opiniões, sejam elas quais forem.

      • Paulo Alex

        Aconteceu comigo… da resposta estar lá… e pouco depois sumir… e algo parecido com a Renata abaixo…

        • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

          Talvez seja algum problema no Disqus, vou ver depois se tem alguma notificação pra mim sobre isso. Obrigado pelo toque.

        • Olavo Lima

          1 -Olha vou dar uma dica para a galera que acha que comentario foi deletado, o disquis (sim esse programa que é usado nos comentarios) as vezes dá bug, eu por exemplo comento um monte de vezes porque as vezes minhas mensagens somem, só para vocês evitarem a fadiga de xingar o waldomiro ou a galera da seção 31 que sempre foi livre para receber todo o tipo de mensagem e que não te bloqueia por discordar deles na internet

  • Olavo Lima

    olha já desisti de discovery, mas fico feliz que tenha gente que ainda tenha esperança na serie no podcast como a roberta, espero que no final a serie funcione, mas não vejo ninguem ali com ética ou com valores na tripulação, o mais proximo de heroi é o saru, para mim é o unico personagem que presta na serie

    • Vedek Pedro

      Cara. Concordo em tudo. Mas para mim junto com o Saru, o personagem melhor construído é o Lorca, uma pena não ter nada a ver com Star Trek, mas é um bom personagem.

  • Olavo Lima

    10 meses atrás o ator que fugiu com o capitão ja tinha sido divulgado como espião klingon então não tem misterio nenhum rs

  • Tartaruhga Muhtante

    Isso, continuem botando spoilers , spoilers …EU PRECISO DE MAIS SPOILERS!! Esqueçam a galera do “kkk”, esse povo não tem senso crítico, tão fingindo ser tão “abertos” que se jornada virar uma “bunda-de-p#ta” (que todo mundo mete a mão) pra eles tá beleza. Ouvi dizer que hoje em dia é proibido discordar do mainstream.

  • Constâncio Henrique

    Roberta e Ayla são as vozes da Razão nesse podcast o restante parece um bando de fã fundamentalista que vive das lembranças dos VHS lançados pela CIC vídeo… Não tem como achar que Star Trek vai ter o mesmo jeito para sempre tem que ter mudanças para se adaptar ao público novo e continuar relevante para uma geração que nunca assistiu nada da franquia, o público hoje é completamente diferente da época das séries anteriores. Assisto Star Trek desde pequeno e compreendo e que Mudanças são necessárias para manter a franquia viva para uma nova geração, as séries anteriores foram tão focadas em agradar os fãs que uma hora elas pararam de ganhar público novo. Quem participa desse podcast tem que compreender que antigamente os episódios eram mais fechados Em Si E nesta era o que é necessário manter a pessoa assinando o serviço fazendo ela querer assistir os próximos episódios, muitos dos que reclamam de coisas que não são explicadas devem compreender que isso será explicado ao longo da temporada. No episódio anterior alguns participantes do podcast reclamaram que não houve nenhum tipo de debate quanto ao tartigrado, coisa que aconteceu neste Episódio. Temos que compreender que Mudanças são necessárias e esta série sim , está conseguindo manter boa qualidade narrativa.

    • Olavo Lima

      a voz da razão elas podem até ser agora você não, afinal resolveu xingar e ofender quem não concorda com a sua opinião, devia aprender mais sobre a cultura vulcana

  • Bruna Caroline

    Gente, tirem esses caras daí, deixem só as meninas! Vamos ser razoáveis, vcs só malham os caras pelas escolhas éticas, e tá na cara q ética é a bola da vez na série, ela está SEMPRE em cheque. Como julgar uma série pela falta de ética se é exatamente com isso q eles querem q vc se sinta desconfortável?

    • Vedek Pedro

      A Roberta foi muito bem, já gostou, discordou e gostou de novo da série. Tem bons argumentos mesmo que eu não concorde. Deve sempre participar dos podcasts. Mas a outra moça lá foi de doer.

      Gosto muito das opiniões do Diário do Capitão e do Fernando (Star Trekkers), embora acho que esse último já jogou a toalha para a série.

      É o que acho.

      • Olavo Lima

        olha já desisti de discovery, mas fico feliz que tenha gente que ainda tenha esperança na serie no podcast como a roberta (apesar dela ter odiado muita coisa da serie), espero que no final a serie funcione, mas não vejo ninguem ali com ética ou com valores na tripulação, o mais proximo de heroi é o saru, para mim é o unico personagem que presta na serie, agora o podcast seção 31 assim como o site foi criado prlo Waldomiro e a Roberta, então né? Banir o cara que edita o podcast e fez o site só porque você não gosta das opiniões dele não é nada legal ou ético, mas acho que você deveria ler mais da filosofia vulcana ou comer peixe (peixe faz bem para os nervos)

        • Bruna Caroline

          Bem, não quero q tirem os rapazes, os caras sabem o q tão falando trekker é trekker, mas o cara chegou a gritar ali jovem, menos ódio mais argumentos. Kkkkkk Confesso q me dávontade de gritar tbm pelas heresias da serie (sempre q vejo um holograma, ou mesmo a iluminação dessa bagaça). Mas sejamos mais sensatos na hora de fazer o podcast.

        • Tartaruhga Muhtante

          Essa é a esperança de todos ,não é? Que em algum momento eles dissolvam as incongruências entre esta série e as anteriores.

  • Olavo Lima

    Olha vou dar uma dica para a galera que acha que comentario foi deletado, o disquis (sim esse programa que é usado nos comentarios) as vezes dá bug, eu por exemplo comento um monte de vezes porque as vezes minhas mensagens somem, só para vocês evitarem a fadiga de xingar o waldomiro ou a galera da seção 31 que sempre foi livre para receber todo o tipo de mensagem e que não te bloqueia por discordar deles na internet

    • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

      Valeu, Olavo!

    • Tartaruhga Muhtante

      Mesma cousa acontece comigo. Pensei em responder algo assim, mas titubeei.

  • Olavo Lima

    Na hora da grande “revelação” do passado do Lorca acho que perderam a chance de fazer uma cena mais intimista entre ele e o Saru, tipo o fato do lorca ter matado a tripulação antiga dele ser algo meio que secreto, e ai o Saru confrontasse ele com a verdade, mas acho que provavelmente o lorca ia mandar ele se lascar pelo jeito que ta na serie, acho que falta profundidade nesses momentos que deveriam ser marcantes e com isso a serie perde o significado que tenta passar com tons de cinza
    https://www.youtube.com/watch?v=XdCG6Tv4tIg

  • Olavo Lima

    o lorca ele foi covarde e fugiu, mas tentaram retratar como se ele “fizesse o que era necessário” eu até ri nessa cena mas foi involuntário

  • http://www.facebook.com/pranviat Tavares Pranviatmann Fotógrafo

    a minha reclamação geral das novas franquias Star Trek, é que os roteiristas sempre voltam para trás do tempo, e nunca pra frente. A data estelar mais longe que alcançamos na franquia foi 2379 no final de Nêmesis. E o que aconteceu depois?? Cadê o Holograma Móvel? Cadê a espécie 8472? Cadê a agência que controla as viagens do tempo? Seriam tantos assuntos para abordar que daria mais 7 anos de Star Trek. Mas não… criam roteiros sempre voltando pra antes, e antes, e sempre vemos as mesmas coisas…

    https://uploads.disquscdn.com/images/6ad527c755ab90eb59abc697c90a8f7f53579128b24572bcd205e231728b8b22.jpg

    • Tartaruhga Muhtante

      Não se realmente for verdade o boato de que eles pretendem reescrever a timeline, o que já é péssimo.

      • http://www.facebook.com/pranviat Tavares Pranviatmann Fotógrafo

        não tem que reescrever nada, pois não tem nada de errado na timeline… o sentido de Star Trek é a exploração espacial, e nada melhor que isso, que ir para o futuro, além do século XXIV

        • http://secao31.blogspot.com.br/ Waldomiro Vitorino

          Só concordo, Tavares. Só concordo.

        • Tartaruhga Muhtante

          Concordo , não tem nada de errado com a timeline original…que bom se os produtores assim pensassem também. Eu tava contente com o anúncio da nova série até ver a foto do primeiro klingon DSC. Depois e até o momento foram só sucessivas desilusões.

  • Tartaruhga Muhtante

    Engraçado , esse povo “ultra-aberto” não entende o porquê da raiva da galera. Tipo, tá tudo de boa. Se mudaram o visual e o comportamento dos Klingon sem melhor explicação f#da-se, se tem cousa acontecendo fora do padrão, f#da-se quem não gostou. E o pior de tudo é que não dá pra entender o objetivo dos produtores e dos roteiristas. Se é pra esta p#rra ser encaixada no universo prime, como que eu encaixo essa ###### entre Enterprise e a série clássica? Já é bastante nojenta a idéia de ter de jogar fora o que foi estabelecido em relação aos klingons a partir do TMP, mas daí tu observa mais um pouco e vê que isso não liga nem com Enterprise. Onde que ENT e TAS se amarram em DSC? A série começou recentemente , beleza, mas será que o pessoal que tem carinho pela linha prime terá de esperar até o último episódio da série pra ver explicadas as incongruências? Se é uma linha temporal nova, ASSUMA-SE ISSO , eu aceito de boa, mas se é realmente linha prime então expliquem direito esse troço. E sem essa dessa desculpa escrotas de “o cânone é o que está escrito, não o que é visual”. amanhã ouy depois quando eu comprar essa série eu quero poder colocar essa série entre Enterprise e a Série Clássica, não como um membro anexo da Kelvin Timeline.

  • Tartaruhga Muhtante

    O pessoal fica bravinho com a galera do Seçao 31 porque eles manifestam sua indignação com o que vem sendo mostrado em DSC, quer dizer , todos sempre vêm com o papinho demagogo “todos têm liberdade para opinar” mas desde que seja opinião “chapa branca”. Mas falou mal do “tesouro”…VISHHHH. Outro papinho que fede à demagogia é esse de que “a série precisa se modernizar, se adaptar aos novos tempos para atrair o público atual”. Cadê o gigantesco e proeminente fandom da linha Kelvin mesmo? Nem meme da Kelvin você vê…

  • Cleber Segundo

    Velhos dinossauros ficam remoendo o novo, não olham para frente e serão extintos!