Controle Social

Mais um episódio clássico, que coloca em discussão aspectos psico-sócio-culturais.

 Star Trek: The Next Generation – “The Outcast” (S05E17)

Antes de mais nada vamos definir a palavra andrógino – “…que ou aquele que apresenta características, traços ou comportamentos imprecisos, entre masculino e feminino, ou que tem, notavelmente, características do sexo oposto”.

Começo assim porque a Enterprise responde a um pedido de socorro vindo de um planeta habitado por andróginos.

Note que a definição fala em traços ou comportamentos, portanto essas características podem ser advindas de aspectos biológicos ou psicológicos. Mas o mais importante é deixarmos claro alguns pontos: Os órgãos sexuais de uma pessoa definem se ela é do sexo masculino ou feminino, mas não definem a que gênero essa pessoa sente pertencer, isso vem dos sentimentos e sensações, ou seja, alguém definido como do sexo masculino pode se sentir como do gênero feminino e vice-versa. Mais ainda, órgãos sexuais ou se sentir pertencente a um gênero não definem preferência sexual. Exemplificando para esclarecer, alguém que nasceu com órgãos sexuais masculinos, se sente como mulher, age, se veste, se comporta como mulher, mas no que diz respeito a atração sexual, diferente do que era de se esperar que se sentisse atraída por homens, na verdade sente atração sexual por mulheres. E assim por diante nos deparamos com diversas possibilidades, sem falar que existem pessoas que simplesmente não sentem atração sexual. E embora a sociedade faça questão de fechar os olhos a essas possibilidades, elas são reais e as pessoas são obrigadas a viver esses sentimentos e sensações secretamente por estarem fora do “normal”, e aqueles que ousam externá-las são discriminados. Esse tipo de controle social informal (desprezível e inaceitável) que acontece na área da sexualidade também acontece em relação a outros tipos de comportamento. Tão cruel e abominável quanto, é o controle social oficial, exercido pelo estado e por incrível que pareça ele acontece ainda nos dias de hoje em diversas sociedades, notadamente em sociedades conservadoras e retrógradas.

Para citar um caso emblemático não muito distante no tempo, na Europa, décadas de 40/50, Alan Turing, um gênio, que é tido como o pai da computação e que era homossexual foi julgado e condenado, pasmem no Reino Unido, homossexualidade era considerada crime na época. A crueldade e perversidade são inomináveis, Turing para não ir preso preferiu a castração química e apesar da sua genialidade e dos serviços prestados que acabaram por salvar incontáveis vidas durante a segunda guerra, teve um final de vida horrível.

Alan_Turing

Alan Turing (1912-1954)

Aqui podemos voltar ao episódio “The Outcast” da Nova Geração. Como já disse a Enterprise responde a um chamado de socorro de um planeta (J’naii) em que todos os habitantes são andróginos. O comandante Riker trabalha ao lado de Soren (andrógino) com o intuito de resgatar uma nave J’naii perdida em um bolsão invisível que a aprisionou. Durante os trabalhos os dois se aproximam e trocam informações sobre cada uma das culturas, sobre a biologia, fisiologia, sexo em cada uma delas fazendo com que se aproximem e aprofundam o relacionamento, acabando em uma atração forte entre os dois. Soren esclarece que tempos atrás sua raça tinha dois sexos como os humanos mas “evoluíram” para a condição atual, mas que ainda hoje alguns dos J’naii nascem “diferentes”, alguns tem fortes inclinações masculinas e outros femininas, e que ela é desse tipo, Riker esclarece que havia percebido, de fato seu comportamento e aparência mostram isso. Ela apressa-se a dizer que isso não pode ser revelado para o seu povo, essas inclinações são proibidas, que ela desde sempre as sentia mas que as escondeu pois pessoas como ela eram humilhadas discriminadas e submetidas ao que ela chamou tratamento “psicotético”, para voltarem a ser “normais”.

Fato é que a missão de resgate é bem sucedida e nessa altura Riker e Soren estão apaixonados e totalmente envolvidos, mas os J’naii descobrem e levam Soren a julgamento. Riker se transporta para a sala de julgamento e tenta convencer a todos de que ele é o culpado do acontecido. Soren numa atitude de coragem admite seus verdadeiros sentimentos e condição, proferindo um discurso de que pessoas como ela são normais e que igual aos demais só necessitam de aceitação para se integrarem, mas de nada adianta, acaba sendo levada para o tal tratamento psicotético.

Riker, apaixonado e com a aprovação do capitão Picard resolve dar asilo a Soren na Enterprise e com a ajuda de Worf volta ao planeta para resgatá-la. No encontro com Riker ela diz que o tratamento a “curou” e que quer permanecer em seu planeta. Não sabemos como é a sequência de sua vida, só podemos supor, e a suposição mais provável é que como no caso real de Turing citado acima essa mudança forçada inevitavelmente gerará uma vida de sofrimento e frustração.

É decepcionante pensar que tanto Turing como Soren, foram vítimas de preconceito e discriminação chegando a serem julgados e condenados como criminosos simplesmente por terem sentimentos diferentes dos considerados “normais”. Mais decepcionante saber que coisas similares ainda acontecem em nosso planeta ainda hoje em pleno século XXI.

De qualquer forma uma coisa é certa a força exercida pelo controle social, seja informal ou oficial é avassaladora e responsável por vidas destruídas e um sem número de pessoas infelizes.

___________________________________________________________________________________________________________

       ANTONIO MORMILE



COMPARTILHE!
  • Antonio Duarte Costa Jr.

    Esse episódio é fantástico. É cheio de sutilezas e metáforas bem colocadas. Super atual.

    Me lembra let that be your last battlefield de TOS, que trás uma discussão do mesmo nível camuflada no roteiro, imagina que naquela época era ainda mais difícil discutir algo assim.

  • Tartaruhga Muhtante

    Esse é realmente um episódio polêmico, embora a abordagem tenha sido um tanto tímida. É um episódio que cutuca a tua homofobia latente e te faz refletir. Particularmente falando eu fiquei muito puto com o final desse episódio pelo que aconteceu com Soren.