Primeiras Impressões DEFINITIVAS | “Moist Vessel” – Lower Decks

| Transcrito por: Paulo Cesar Ceglia & Waldomiro Vitorino

Aqui na coluna do SEÇÃO 31 intitulada Primeiras Impressões DEFINITIVAS, comandada pelo pessoal do Tá Bom ao Vivo, os comentaristas mais chapa-brancas objetivos e críticos da internet fazem breves comentários SEM SPOILERS (ou não) sobre um episódio recém-lançado da franquia Trek.

Episódio: “Moist Vessel” – Star Trek: Lower Decks | S01E04

NOTA DO EDITOR: Uma vez que até o momento a CBS não conseguiu ninguém interessado em distribuir mundialmente a série os novos episódios de Lower Decks só estão disponíveis nos EUA e Canadá, a intrépida equipe do Tá Bom ao Vivo está tendo que que usar de meios “alternativos” para poder ter acesso à mais essa brilhante obra capitaneada pelo igualmente brilhante Alex Kurtzman.

As opiniões DEFINITIVAS

Lower Decks é uma série fantástica, maravilhosa, estupenda, a animação do século! Mas, depois de quase 3 anos e já uns 50 episódios da esplendorosa Era Kurtzman… devo confessar que… [SUSPIRO]… eu não gostei desse episódio. Não teve lacração suficiente, não distorceram tanto a franquia e até me lembrou um pouco, em alguns aspectos, uma outra franquia antiga de ficção científica espacial que eu gostava há muito tempo atrás… estranho, viu. Enfim, deve ser culpa da quarentena.

Goblin: Ai, chefinho, você falou mal do episódio? Então vou falar mal também, viu! Podemos mudar o nome do nosso programa para “Tá Ruim ao Vivo“? Podemos, podemos? Mas apesar dessa opinião polêmica do amado chefinho, eu estou tão apaixonado pela Michael 2.0… ai, que audaciosa, que incrível! Arrasou!

Dino Trekker: RRROOUULL RRRAAAAAAGHH RRRAAAOOOOAAA RRRLOOGH RRREEEOOOOOUUUGL RROOOURRRAAUUOAAAOO ROOOOOAAAAAAAUUUULLL RRROOOOWWW RRRROUUURRRROOOOOOOO

Beiçola: Olha, eu entendo perfeitamente a indignação do Dino Trekker dessa vez. Eu também fiquei decepcionado com o fato de não terem promovido a Michael Junior diretamente para a capitania quando ela bocejou repetidas vezes de modo tão empoderador. Afinal de contas, deve realmente ser muito entediante estar no espaço profundo em uma nave estelar da Frota Estelar da Federação Unida de Planetas no século 24. Prefiro continuar por aqui mesmo, jogando uma sinuca ali no bar do Manel, ou curtindo as minhas partidas dominicais de gamão com o Essencinildo na pracinha aqui ao lado de casa.

Essencinildo: Bem, de tanto que o pessoal aqui falou mal eu acabei nem assistindo esse episódio no fim das contas. E eu não quero também reclamar dele, até por que ainda estou sentindo um pouco de dor de cabeça devido ao último tiro de phaser que levei do Ba– –

*BZZZZZZZZZZZTTT*

NOTA DO EDITOR: O Essencinildo mais uma vez sumiu repentinamente enquanto se pronunciava. E como da outra vez, transcrevemos aqui o efeito sonoro que pôde ser ouvido no exato momento em que ele deixa de falar. Todas as suspeitas apontam novamente para um atroz disparo de phaser em nosso já combalido comentarista.

Pastor Ramirez: Não creio que a Nossa Senhora de Michael das Choradeiras veria com bons olhos esse episódio que tem até um cidadão se elevando a um estado imaterial, em algum tipo de transcendência esotérica muito questionável e duvidosa. Talvez até blasfema, ouso dizer. Ao menos aquela menina verde lá fez de tudo para impedir o garoto de cumprir seu intento no começo, destruindo seu ritual com muito vigor, algo que me fez até aplaudir de pé, confesso. Acredito que essa garota raivosa seja também muito devota de nossa padroeira das lágrimas supremas. Em suma, devo concluir que não tá ótimo, mas… tá bom!

Deixe você também suas primeiras impressões do episódio na seção de comentários abaixo. Mas lembre-se: somente as opinões da equipe do Tá Bom ao Vivo são as DEFINITIVAS!

COMPARTILHE!